Trigo: Valor pago ao produtor sobe com força

Publicado em 11/09/2013 10:08 e atualizado em 11/09/2013 10:41
732 exibições

A confirmação da baixa qualidade e do menor volume da atual safra de trigo no Paraná, aliada aos baixos estoques, têm acirrado a disputa pelo produto nacional. Nesse cenário, os preços pagos ao produtor (mercado de balcão) têm subido mais que os valores negociados entre empresas (mercado de lotes). No Paraná, especialmente nas regiões norte e oeste, as cotações do trigo ao produtor estão na casa dos R$ 50,00/saca de 60 kg, patamar recorde, em termos nominais. Em termos reais, ou seja, considerando-se a inflação (valores corrigidos pelo IGP-DI de agosto/13), o atual nível é o maior desde maio de 2008, quando os valores eram impulsionados pelas altas externas. Já se considerados os últimos 13 meses (entre setembro/12 e a parcial de setembro/13), as cotações no mercado de lotes do Paraná registram alta de 59% e no Rio Grande do Sul, de 51%. No mercado de balcão, as cotações subiram menos, 40% e 31%, respectivamente. Portanto, ainda há espaço para os preços aumentarem ainda mais no mercado de balcão, sem apertar as margens de agentes que negociam no de lotes. 

Tags:
Fonte: Cepea

0 comentário