Minas Gerais deve colher 158,1 mil toneladas de trigo na safra 2014

Publicado em 11/06/2014 15:16 267 exibições
Governo do Estado tem parceria com produtores para ampliar fornecimento do cereal às indústrias

A produção de trigo em Minas Gerais, na safra 2014, deve totalizar 158,1 mil toneladas, volume 32% maior que o registrado no ano passado, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). De acordo com a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), o aumento da produção se deve à ampliação da área de cultivo do cereal no Estado em 33,1%, até alcançar 48,2 mil hectares.

Já a safra brasileira de trigo deve somar 7,3 milhões de toneladas, variação positiva de 33,4% em relação ao período 2012/2013, o que possibilitará uma redução das importações do produto de 7 milhões para 5,5 milhões de toneladas. Minas Gerais (plantio de março a abril e colheita de junho a agosto) ocupa atualmente a quarta colocação no ranking nacional do cereal, atrás do Paraná (3,8 milhões de t), Rio Grande do Sul (3 milhões de t) e Santa Catarina (224,4 mil t).

Para o subsecretário do Agronegócio, Antônio Gama, “o aumento da área plantada nas lavouras foi influenciado pelo comportamento atual do mercado e pela expectativa de bons preços para o produto”. Ele observa, com base em dados do Programa de Desenvolvimento da Cadeia do Trigo (Comtrigo), criado pela Seapa, que a cotação do produto neste ano pode variar de R$ 650 a R$ 850 a tonelada, dependendo da oferta de mercado. 

Assim como o subsecretário, o coordenador do Comtrigo, Lindomar Antônio Lopes, aposta na produção crescente de trigo em Minas Gerais. “Principalmente por representar uma opção de cultivo de inverno, e com isso o trigo não concorre com as principais culturas de verão do Estado, como a soja, o milho e o algodão”, assinala.

Além disso, Lopes considera que a autossuficiência brasileira em trigo poderá ser alcançada com o incremento do cultivo nos cerrados do Brasil Central, onde Minas ocupa papel importante pelos fatores favoráveis do solo, proximidade do mercado e estabilidade climática.

Integração da cadeia

De acordo com o coordenador do Comtrigo, “o programa trabalha para a integração dos principais componentes da cadeia produtiva do trigo, com o objetivo de fortalecer a cultura em Minas Gerais e no Brasil Central”.

O Comtrigo reúne produtores de trigo, indústrias e instituições públicas e privadas ligadas à cadeia produtiva. A meta do programa, até 2020, é aumentar a produção mineira para 600 mil toneladas/ano do cereal por meio da expansão do plantio para cerca de 180 mil hectares.

Oficializado pelo Decreto Estadual 45.756 de 7/10/2011, o programa funcionava informalmente desde 2005. “Trata-se de mais uma alternativa econômica para o produtor rural, que pode ocupar áreas de plantio que geralmente, ficavam ociosas”, prossegue Lopes. “Além disso, o Comtrigo ajuda a indústria mineira a buscar a competitividade por meio da redução da sua capacidade ociosa e contribui para a redução da informalidade no setor.”

Lopes ainda ressalta que o Comtrigo também busca a integração dos membros da cadeia produtiva e a capacitação geral dos produtores/dirigentes das instituições. Outros objetivos são a ampliação da capacidade de produção e oferta de sementes de trigo em Minas Gerais.

Trigo de Minas – 2014 x 2013

Produção: 158,1 mil t (+32%)

Área plantada: 48,2 mil ha (+33,1%)

Metas para 2020

Safra: 600 mil t

Área: 180 mil ha

Tags:
Fonte:
Sec. Agricultura de MG

0 comentário