Tempo úmido e frio predomina nas plantações de trigo no Paraná

Publicado em 18/06/2014 08:49 399 exibições

As plantações na região do Paraná foram prejudicadas pelas fortes chuvas que alagaram o Estado nos últimos dias. A enxurrada atrapalhou a evolução do plantio das lavouras de trigo. O clima ideal para um bom plantio do grão deve ser regular. Fortes chuvas causam alagamentos que podem ocasionar doenças na plantação. No ano passado, os produtores paranaenses já sofreram com a geada, que prejudicou mais de um milhão de toneladas. E é preocupante chover durante a colheita.

Segundo a Climatempo, uma nova frente fria avança pela Região entre hoje (16) e a terça-feira (17) e vem acompanhada por uma forte massa de ar polar. Esta nova massa fria começa a baixar a temperatura já durante a quarta-feira (18), quando há risco de geada no sul do Rio Grande do Sul. Boa parte dos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, inclusive as capitais Florianópolis e Curitiba, passam o dia com céu nublado, chuva fraca a moderada e frio. 

O vento sopra moderado a forte, ajudando a aumentar a sensação de frio em todas as áreas. Na quinta-feira (19), feriado de Corpus Christi, o frio aumenta ainda mais e muitas áreas do interior gaúcho e da serra catarinense podem amanhecer com formação de geada. Os pontos mais altos das serras devem ter mínimas negativas. Dia frio e muito úmido também na região de Curitiba, onde as máximas não devem passar de 15 graus. 

Hugo Godinho, engenheiro agrônomo do Departamento de Economia Rural do governo do Paraná, disse que se continuar chovendo com bastante frequência, o plantio de trigo pode ser prejudicado. “Se se mantiver esse clima chuvoso pode chegar a atrasar o plantio do trigo, que é finalizado em 20 de julho. Mas, isso também depende muito de onde vai chover, porque toda a região Norte e Oeste já plantaram”, afirma o engenheiro.

Godinho também ressalta que a perda da safra depende muito da quantidade de chuva “Se for chuva com volume baixo pela manhã, o produtor consegue plantar no período da tarde, se isso acontecer não terão tantas perdas”.
De acordo com a meteorologista da Climatempo Fabiana Weykamp, os produtores paranaenses devem ficar atentos as instabilidades que vão levar chuva para as lavouras entre terça e quarta-feira. A entrada do ar polar faz a temperatura cair e as mínimas ficam em torno de 10°C a 14°C em algumas cidades. 

A nova frente fria entre hoje (16) e amanha (17) pode provocar algumas chuvas no sul do Brasil e se a terra estiver muito encharcada e úmida devido a quantidade de chuva nas ultimas semanas isso pode prejudicar o plantio de trigo.
O engenheiro diz estar confiante com a produtividade, mesmo com esses fatores climáticos. “Já temos uma estimativa de quanto será produzido, há uma possibilidade de quatro milhões de toneladas em uma área de 1,3 hectare”, conta Godinho. 
O excesso de umidade também aumentou a possibilidade de doenças fúngicas no campo, especialmente as de trigo e milho. Outras plantações também foram prejudicadas, mas a maior perda foi com a safra do feijão da seca. Esse fruto é muito sensível, perdeu bastante em qualidade, e isso pode refletir em uma venda menor para o produtor.

Tags:
Fonte:
Deral

0 comentário