Trigo RS: Com plantio em condições desfavoráveis, algumas lavouras poderão ter queda de produtividade

Publicado em 01/08/2014 09:28 569 exibições

O período foi favorável ao desenvolvimento da cultura, com os produtores intensificando a adubação em cobertura e o controle de ervas invasoras. Em alguns casos, a cultura apresenta recuperação muito lenta, o que leva a prever a possibilidade de produtividades abaixo daquelas esperadas inicialmente. Lavouras implantadas nos períodos de maior precipitação e com umidade do solo acima da recomendada para a semeadura apresentam aspecto visual amarelado, folhas finas e longas, pouco perfilhamento e incidência de doenças. Nas áreas onde não foi respeitada a recomendação de rotação de culturas há uma maior incidência de doenças foliares. Já as lavouras formadas no final de junho e início de julho estão boas, germinaram normalmente e apresentam bom stand de plantas, beneficiadas pelas condições climáticas do momento. 

Aproveitando o tempo favorável, os produtores conseguiram também finalizar o plantio que, neste ano, face aos problemas causados pelo clima, se processou de forma mais lenta, atrasando a evolução da cultura. Se considerada a média dos últimos anos, cerca de 2% da área já deveria estar em fase inicial de floração, fato que não ocorre nomomento. 

Os preços do trigo tiveram fortes quedas nos últimos dias, devido ao alto estoque mundial, importações feitas dos Estados Unidos, câmbio enfraquecido e pela isenção da TEC de um milhão de toneladas para trigo importado de países fora do Mercosul, até o dia 15 de agosto de 2014. Fatores esses que impactaram negativamente no mercado interno brasileiro. Na semana, o preço médio de saca de 60 kg, pago ao produtor em âmbito estadual, ficou em R$ 28,33. Uma diferença de -0,46% em relação ao preço da semana passada. 

Tags:
Fonte:
Emater/RS

0 comentário