RS: valor mínimo fixado do arroz pelo Mapa é criticado pela Federarroz

Publicado em 26/08/2014 09:34 319 exibições

A Federação das Associações de Arrozeiros do Estado do Rio Grande do Sul (Federarroz) criticou os novos preços mínimos de produtos agrícolas das safras 2014/2015, fixados pelo Ministério da Agricultura (Mapa). Nesta sexta-feira (22.08), o Mapa divulgou portaria estabelecendo os preços das principais commodities nacionais, entra elas o arroz.

O valor mínimo da saca de 50 quilos de arroz foi fixado em R$ 27,25 no Rio Grande do Sul. Para o presidente da Federarroz, Henrique Osório Dornelles, os valores estão abaixo do esperado e podem, inclusive, não cobrir os custos de produção. “Estão muito abaixo, pois este número deveria estar entre R$ 28 e R$ 29,50, a saca. Uma produtividade de dez sacos a menos, causa uma necessidade de R$ 2 a mais no preço mínimo e isso pode impactar sim, na determinação deste preço minimo”, adverte.

Os preços mínimos de produtos agrícolas foram fixados pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) e valem desde essa sexta-feira, data de publicação da norma.

O presidente da Federarroz alertou, ainda, que a cadeia arrozeira precisa mudar o atual cenário de negociações para que o arroz gaúcho sofra valorização. O Rio Grande do Sul registra hoje a maior área plantada de arroz do Brasil com expectativa de produção de 8,1 mil de toneladas, alta 2,3% em relação à safra passada.

Tags:
Fonte:
Federarroz

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário