HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

Plantio de arroz no Brasil está mais adiantado neste ano, aponta Conab

Publicado em 20/11/2020 17:06 133 exibições
Dados foram reportados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) na publicação Progresso da Safra considerando cinco estados

O plantio de arroz na safra 2020/21 do Brasil está mais adiantado do que no último ciclo considerando cinco estados produtores (Tocantins, Maranhão, Goiás, Santa Catarina e Rio Grande do Sul) que, juntos, representam 79% da área cultivada no país. O percentual atingiu, até 13 de novembro, 73,6%, sobre 66,8% na semana anterior e 58,7% do mesmo período de 2019. Os dados constam na publicação Progresso da Safradivulgada nesta sexta-feira (20) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

O resultado acompanha um salto nos dois principais estados produtores do país, que apresentam elevação expressiva nos trabalhos neste ano ante a temporada anterior. “Se em Santa Catarina já ultrapassa o percentual de 95% do produto, no Rio Grande do Sul cerca de 85% da área está com o plantio realizado. Contrário do que se verifica em Tocantins e em Goiás. Nos dois estados, a semeadura está atrasada”, disse a Conab em informativo.

Dentre os cinco estados produtores, Tocantins registrava plantio de arroz, até dia 13 de novembro, em 24%, sobre 13% na semana anterior e 45% no mesmo período de 2019. Goiás registra 15%, ante 3,7% na semana anterior e 65% em 2019. Santa Catarina tem plantio em 98%, sobre 97% na semana anterior e 95% do mesmo período da temporada passada. Já o Rio Grande do Sul registrava semeadura em 85%, avanço ante os 78% do último levantamento e 60% do mesmo período de 2019. Em Maranhão, os trabalhos ainda não foram iniciados.

A Conab estima a safra 2020/21 de arroz do Brasil em uma área de 1,72 milhão de hectares plantados entre sequeiro (396,5 mil ha) e irrigado (1,32 milhão de ha), sobre 1,66 milhão de ha na temporada anterior, e produção de 10,96 milhões de toneladas, sendo 10 milhões de t de irrigado e 957,3 mil t de sequeiro, ante 11,18 milhões de t em 2019/20.

Tags:
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário