INTERNACIONAL: Soja, trigo e milho avançam e dólar enfraquecido atrai compradores

Publicado em 16/03/2010 11:02 e atualizado em 16/03/2010 11:45 749 exibições
Os preços futuros da soja, trigo e milho trabalharam em alta em Chicago enquanto o dólar se enfraquecia, tornando os produtos norte-americanos mais baratos para detentores de outras moedas. 

 “O dólar dos Estados Unidos está suavemente enfraquecido e isso, provavelmente, será um elemento de suporte hoje”, disse o analista da CWA Global Markets PTY, Toby Hassall. 
O trigo subiu depois da Ucrânia, quinto maior exportador do mundo, anunciar perdas em suas safras de grãos causadas pelo intenso clima frio. O país perdeu grãos em 1,6% das áreas plantadas. A estimativa, no entanto, era de perdas em apenas 0,3% das áreas, segundo informações do Ministério da Agricultura. 

As plantações de trigo são 10,9% menores do que as de arroz, e aproximadamente 1,5% do total foi destruído. A produção da Ucrânia estava estimada a cair para 20,9 milhões de toneladas este ano, comparada às 25,9 milhões de toneladas do ano passado, de acordo com  as expectativas do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) de fevereiro. 

 “Esperamos que isso dê suporte aos preços do trigo”, disse Jonathan Barrat, diretor da Commodity Broking Services. 

Progresso das safras
As condições de cultivo de trigo no Kansas, Oklahoma e Texas, as maiores áreas produtoras dos Estados Unidos, melhoraram na semana passada por conta do clima quente, informou o USDA. 

Cerca de 63% do cultivo no Kansas, o maior produtor, foi classificado como bom ou excelente em 14 de março, acima dos 60% previstos na semana anterior,  segundo o UDSA. Em Oklahoma, o segundo maior produtor, 68% receberam a pontuação máxima. 55% do trigo no Texas foi avaliado como bom ou excelente, acima da previsão de 45 por cento. Os Estados Unidos é o maior exportador de trigo, de acordo com o USDA.

Tradução: Carla Mendes

Tags:
Fonte:
Bloomberg

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário