Arroz que tem ótimos resultados em MT registra recorde de produtividade em MG

Publicado em 07/05/2010 11:32 933 exibições

Em meio a noticias de quebra de safra de arroz no Brasil e necessidade de importação de arroz, uma excelente noticia vem de Paracatu em Minas Gerais. O agricultor Gilberto Appelt estabelece um novo recorde para a variedade de arroz AN Cambará colhendo 112 sacas de arroz (6720 Kg) por hectare com inteiros de 60%.

<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

O gerente da Agro Norte, agrônomo Mairson Santana que está na região junto com a COPACE, uma empresa de Paracatu que atua na compra e venda de cereais para as industrias de beneficiamento de arroz de Minas Gerais, preparando um dia de campo para o próximo sábado dia 08 de maio, disse que é a melhor lavoura de arroz Cambará que ele já viu até hoje.

 

Acostumado a ver lavouras muito produtivas na região de Sinop, Alta Floresta, Querência e Campos de Julio no Mato Grosso, Rondônia, Tocantins, Para, Maranhão e Piaui, falou que está surpreso com a produtividade das lavouras da região, e a produtividade pode aumentar, pois o próximo talhão está melhor ainda. Os agricultores da região estão entusiasmados pelos resultados, pois trás uma nova opção para o sistema de cultivos da região onde se planta feijão, milho e soja. Com preço mais remunerador, o arroz vem se transformando na cultura ideal para rotação com as áreas de soja que tenha problema com nematoides.

 

O Agrônomo explica que o fato do agricultor ter que fazer a preparação do solo para o plantio do arroz e a mudança da cultura reduz a infestação. Além dos mais a aceitação pelas indústrias da variedade do arroz Cambará foi muito bem aceita, pois o consumidor gostou do arroz soltinho e macio na panela. O Presidente das indústrias do arroz do estado de Mina Gerais – Sindarroz-MG, Jorge Tadeu Meirelles, salientou que a região tem um grande potencial para a produção de arroz e tem uma logística fundamental para do polo industrial do Triangulo Mineiro, assim o produto chega a um preço mais competitivo em relação a outras regiões produtoras do país.

 

A Secretária da Agricultura de Minas Gerais, juntamente com a câmara técnica do arroz e feijão vem trabalhando em prol do fortalecendo toda a Cadeia Produtiva do Arroz possibilitando mais uma opção de rotação de culturas ao agricultor, sendo que na atualidade os preços do arroz sobressaem em relação a outras culturas como milho, soja e outros.

Tags:
Fonte:
Agronotícias

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário