Plano de prioridades para cadeia do arroz vai considerar realidades regionais

Publicado em 14/07/2010 16:43 169 exibições
Um plano de ação que poderá guiar o setor rizicultor nos próximos cinco anos foi definido, nesta terça-feira (13), durante reunião extraordinária da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Arroz. Segundo o coordenador-geral de Apoio às Câmaras Setoriais do Ministério da Agricultura, Aguinaldo Lima, representantes do governo, da indústria e dos produtores acertaram um roteiro para o setor, englobando gargalos e oportunidades, com definição das metas até 2015. “Essa agenda estratégica contempla dez pontos e vai organizar todas as discussões pertinentes à cadeia, que vão desde defesa agropecuária, estatística, marketing até governança da cadeia e legislação”, explica.

Assistência técnica, gestão da qualidade do produto, crédito e seguro, comercialização e pesquisa foram outros temas tratados durante o encontro. Os membros da câmara criaram comitês e grupos de trabalho, para encaminhar as questões propostas. A previsão é de que, na próxima reunião, sejam deliberadas as atividades prioritárias ao setor.

Aguinaldo Lima destaca, ainda, que o plano de trabalho atende aos tipos de cultivo do arroz, como sequeiro e irrigado, e suas regiões produtoras. “Tomamos o cuidado de discutir medidas de apoio de acordo com as características de cada cultura. Além disso, conseguimos dar evidência ao aspecto regional, de forma a entender que o bom andamento da cadeia do arroz é benéfico para todos”, diz.

As propostas de agenda estratégica para os cinco anos seguintes estão sendo consolidadas pelas 25 Câmaras Setoriais, sob a coordenação do Ministério da Agricultura e, até o final de agosto, serão entregues ao ministro Wagner Rossi.
Tags:
Fonte:
Só Notícias

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário