Safra de trigo do PR em 2010 deve crescer 15% ante 2009

Publicado em 30/07/2010 07:36 298 exibições
A safra de trigo do Paraná, maior produtor brasileiro do cereal, foi estimada em 3,06 milhões de toneladas nesta quinta-feira pelo Deral (Departamento de Economia Rural), do governo do Estado.

Esse volume, estável em relação à previsão de junho, representa um crescimento de 15 por cento ante a safra passada, quando o Estado colheu uma safra de 2,67 milhões de toneladas, prejudicada por chuvas excessivas.

"O trigo está bonito. Apesar das geadas, não tem notícia de comprometimento da produtividade regional, vai ter uma lavoura ou outra que perdeu algo, mas nada que outras áreas não compensem", afirmou o agrônomo Otmar Hubner, do Deral.

Segundo ele, a colheita no Paraná começa nos próximos dias, principalmente na região norte do Estado, que inicia antes o plantio do cereal em relação a outras áreas.

A semeadura do trigo nas regiões que plantam por último foi encerrada nesta semana.

O Estado deverá colher uma safra maior este ano apesar de uma queda de 13 por cento no plantio ante o ano passado, para 1,14 milhão de hectares. Isso porque a produtividade, com o tempo favorável, deverá crescer para 2,68 toneladas por hectare, ante 2 toneladas em 2009.

Milho

Já a segunda safra de milho do Paraná foi estimada em 6,3 milhões de toneladas nesta quinta-feira pelo Deral, que elevou a projeção de colheita em comparação com os números de junho.

O Deral havia estimado a chamada safrinha de milho em 5,9 milhões de toneladas no mês passado.

Na temporada passada, quando o clima não ajudou, o Paraná colheu 4,4 milhões de toneladas.

Os produtores paranaenses tinham colhido até esta semana 34 por cento da produção.

O Estado já foi o primeiro produtor de milho safrinha do Brasil, tendo sido superado nos últimos anos pelo Mato Grosso. Mas o Paraná, considerando a primeira safra, ainda é o maior produtor brasileiro de milho.

Tags:
Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário