Trigo: Para produtores, momento é bom para vendas

Publicado em 18/08/2010 07:41 599 exibições
Como o mercado nacional consome 50% do trigo produzido no Brasil, o momento é positivo para os produtores. Já que o preço do trigo comprado nos Estados Unidos e no Canadá – e, nos próximos meses, da Argentina – está muito alto, é possível que o cereal nacional ganhe espaço. A avaliação é do produtor e membro da Câmara Setorial das Culturas de Inverno do Ministério da Agricultura, Ivo Arnt Filho.

“Nós plantamos o trigo com uma perspectiva muito ruim, mas houve uma inversão no mercado que está favorecendo a comercialização do trigo no Brasil. O produtor que investiu em tecnologia na produção acredita que terá boa qualidade e boa remuneração”, informa.

Fronteira

Em Foz do Iguaçu, a preferência pela farinha de trigo argentina deve segurar o preço do pão francês. Comprado legalmente por grandes panificadoras de Foz do Iguaçu, através de importadoras, ou adquirido de fornecedores que ingressam com o produto ilegalmente no país, o saco de 50 quilos é vendido a

R$ 70, preço semelhante ao do produto nacional. A diferença está na qualidade. “Ela é praticamente pura, quase sem misturas, por isso, para o pão francês e para os salgados é bem melhor”, explicou o padeiro José Augusto Nunes.

A Receita Federal divulgou que, neste ano, foram apreendidas na região cerca de 30 toneladas de farinha de trigo flagradas em depósitos clandestinos e com os chamados “formiguinhas”, carregadores contratados para transportar pequenas quantidades do produto a fim de burlar a fiscalização.

Estoques

De acordo com dados da Companhia Nacional do Abastecimento (Conab), o Mercosul produzirá neste ano um excedente de 3 milhões de toneladas de trigo. Com isso, espera-se que o preço do cereal na região não acompanhe os aumentos do resto do mundo.

Tags:
Fonte:
Gazeta do Povo

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário