Trigo ganha fôlego em Mato Grosso

Publicado em 06/09/2010 07:48
343 exibições
A triticultura a cada dia que passa ganha mais fôlego em Mato Grosso. Testada e cultivada há mais de 20 anos em um trabalho incansável e organizado pelo coordenador do Programa de Apoio à Cultura do Trigo (Protrigo) e pesquisador da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), o agrônomo Hortêncio Paro, pode se dizer que o processo evoluiu e em breve poderemos chegar a uma produção significativa no estado. Tanto que tem gerado grande interesse por parte dos produtores como mais uma opção para o plantio de segunda safra (safrinha) com o trigo de sequeiro e rotação de cultura com o feijão e a soja, no caso do trigo irrigado.

Já cultivado em Primavera do Leste, Alto Taquari, Campo Verde, Chapada dos Guimarães e Jaciara, o trigo agora se expande para outras regiões. No campo experimental da Empaer de Tangará da Serra (239 km a Médio-Norte de Cuiabá), foi realizada uma visita técnica para trigo irrigado com a apresentação das Unidades Demonstrativas (UD) implantadas com as variedades BRS 264, BRS 254 e Guamirim. O evento contou com a participação de 70 pessoas, entre estudantes, produtores rurais, profissionais de assistência técnica, extensão rural e pesquisadores.

A visita técnica aconteceu no final de agosto e foi organizada pela Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat), Universidade Federal (UFMT) e Empaer. Na ocasião, Hortêncio Paro relatou o potencial de cada material destacando o número de grãos médio por espigas, ocorrência de pragas e produtos usados no controle, além de dar um exemplo prático de como calcular a produtividade da lavoura, mesmo antes da colheita, a partir do número de grãos médio por espigas.

Com tradição em pequenos cultivos Mato Grosso testa variedades de trigo de sequeiro e irrigado há mais de 25 anos. Em Alto Taquari a variedade BR 18 continua sendo o material de grande potencial, com tolerância a doença bruzone e a variedade IAC 350, que apresenta boa adaptação climática, é a mais indicada para produção de massas, em especial de macarrão.

A partir de uma medida anunciada pelo governo federal em estabelecer uma política de apoio à cultura do trigo pretende-se atingir uma produção de 7,5 milhões de toneladas de trigo até 2012. A produção nacional hoje chega a 5 milhões de toneladas.
Tags:
Fonte: Gazeta Digital

Nenhum comentário