Rio Grande do Sul abre a safra do arroz 2010/11

Publicado em 08/10/2010 13:11
344 exibições
Em momento de expectativa em torno do comportamento do clima, do mercado e com a certeza de que as políticas de comercialização do governo federal serão decisivas para garanir a rentabilidade da cultura, os arrozeiros gaúchos abrem oficialmente neste sábado (9/10), às 10h, a safra de arroz 2010/11. A solenidade que simboliza a Abertura Oficial do Plantio Safra do Arroz 2010/11 acontecerá no Parque de Exposições Dorval Ribeiro, do Sindicato Rural de Camaquã (RS).
A promoção é da Federação das Associacões de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz) e da Associação de Arrozeiros local, com apoio da Prefeitura Municipal, Câmara de Vereadores, Sindicato Rural de Camaquã, AUD, com patrocínio do Ministério da Agricultura e IRGA. A expectativa de público é de 500 pessoas. A Abertura do Plantio será junto com a abertura da 44ª Expofeira de Camaquã, a 15ª Festa da Gastronomia do Arroz e a 3ª Fafec, que mobilizam de cinco a 13 de outubro o município que concentra o maior pólo de produção e exportação de arroz parboilizado do Brasil.
A programação prevê, além do início simbólico da semeadura da lavoura arrozeira gaúcha, uma visitação ao local da Vitrine Tecnológica, na qual as empresas de insumos e centros de pesquisas vão expor o melhor de suas tecnologias para a lavoura orizícola. De 24 a 26 de fevereiro de 2011, a lavoura será palco da 21ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz.
A primeira atividade prevista é uma coletiva de imprensa com os presidentes e diretores da Federarroz e da Associação de Arrozeiros de Camaquã. O presidente da Federarroz, Renato Rocha, apresentará o evento, suas características e expectativas, a projeção para a safra que se inicia, bem como a necessidade de recursos para sustentação da rentabilidade do setor produtivo e ainda os pleitos não contemplados da safra 2009/2010.
Após os dirigentes responderão perguntas aos profissionais da imprensa sobre o momento agronômico, social e econômico da lavoura gaúcha e suas necessidades, para uma política agrícola mais justa. Os organizadores do evento projetam a presença de mais de 30 jornalistas, entre emissoras de TVs, Jornais, Rádios, Revistas Especializadas e agências de notícias. Será uma coletiva histórica, nunca antes realizada nos vinte e um anos de existência da Federarroz e que proporcionará visibilidade nacional e internacional a Lavoura Arrozeira Gaúcha., avisa Rocha.
Segundo ele, neste sábado a cadeia produtiva, os políticos ligados ao agronegócio, com mandato ou eleitos, e o governo do estado, serão convidados a formar uma frente em prol do Setor Produtivo somando forças para novas investidas junto ao governo federal em busca de medidas para a comercialização da safra atual e futura. O momento é preocupante e o governo será fundamental para garantir a sustentação do mercado, avisa.
O diretor de comunicação da Met Sul Meteorologia, Alexandre de Amaral Aguiar, apresentará o cenário climático da safra 2010/11 após a coletiva e, em seguida, as autoridades se pronunciarão. O ato formal de Abertura Oficial do Plantio da Safra 2010/11 acontecerá às 11h30min, seguido de almoço para autoridades e convidados.
A partir das 20h30min, acontecerá a escolha das Soberanas da 21ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz no CTG Camaquã, com um jantar-baile. Domingo (10/10) a lavoura da abertura da colheita será aberta à visitação das 10h às 16h.
Entre as autoridades confirmadas constam o presidente da Assembléia Legislativa, Giovane Cherini, o Secretário da Agricultura, Gilmar Tietböhl, o Superintendente do MAPA, Francisco Signor, o Superintende Estadual do Banco do Brasil, José Carlos Reis da Silva, o presidente da CEEE, Sérgio Camps de Moraes, além de vários deputados federais e estaduais, prefeito de Camaquã Ernesto Molon e da região, presidente da Câmara de Vereadores, Renato Dilmann, dirigentes da Farsul, Irga, Sindicatos Rurais, Associações de Arrozeiros, Emprapa, AUD, Bolsas de Mercadorias e empresários do Agronegócio Gaúcho.
Tags:
Fonte: Federarroz

Nenhum comentário