PEP de trigo:Três motivos para este leilão não ter tido o mesmo sucesso dos outros

Publicado em 21/01/2011 07:11 293 exibições
Os outros quatro leilões realizados pela Conab chegaram a atingir percentuais de 90%, 92% de participação, ao contrário deste, que não chegou a 80%. O que aconteceu? Em nossa opinião três fora os fatores que contribuíram para a redução do interesse dos compradores neste leilão:

a)      Prêmios menores: os prêmios para cobertura dos fretes do trigo adquirido nos leilões anteriores começaram com R$ 75,00, caíram para R$ 58,00 e agora chegaram a R$ 43,00 ou até R$ 20,00, considerados insuficientes para se chegar sequer aos portos de Rio Grande ou Paranaguá, imagine-se nos destinos pretendidos do Norte e Nordeste Brasileiro;

b)      Burocracia excessiva: desde o primeiro leilão que o boletim Trigo&Farinhas vem alertando a Conab (nossos assinantes) de que o excesso de documentação solicitada poderia ser um fator inibidor de participação das cooperativas nos leilões. Ocorreu pela quinta vez;

c)      Logística prejudicada: a atenção com o trigo está sendo desviada para a soja, o milho e a cana de açúcar, que começam a ser colhidas com maior intensidade neste momento e que apresentam resultados financeiros muito maiores do que o trigo, de modo que o produtor brasileiro está desviando suas preocupações para a colheita e a comercialização das safras de verão. Os problemas do trigo tem que ser resolvidos entre setembro e dezembro, não depois disto.

Tags:
Fonte:
Trigo & Farinhas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário