Safra de feijão tem quebra de 20% nos Campos Gerais

Publicado em 27/01/2011 08:46 380 exibições
Departamento de Economia Rural calcula que, por enquanto, 20% da produção estimada de feijão na região foram perdidas. Prejuízos podem ser ainda maioresAs constantes chuvas registradas durante o mês de janeiro já causam impacto negativo nas lavouras de feijão nos Campos Gerais. Conforme o Departamento de Economia Rural (Deral), do núcleo regional da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab), as condições climáticas adversas estão atrasando a colheita da primeira safra de feijão e o plantio da segunda safra. A estimativa é de quebra de 20% na produção do feijão da primeira safra.

De acordo com o engenheiro agrônomo do Deral, José Roberto Tosato, as fortes chuvas estão encharcando o solo, o que impede as máquinas de entraram nas lavouras para a colheita. “Além de impedirem a colheita, a chuva também causa doenças diminuindo a produtividade”, explica. “O ideal é que 90% da área estivesse colhida neste período, mas apenas 70% foi retirado do campo”, diz o engenheiro Tosato. Perdas também já foram registradas no mês passado, período marcado por aproximadamente 12 dias de chuvas.

Tags:
Fonte:
Jornal da Manhã

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário