Governo irá intervir no mercado para garantir preços do arroz e feijão, diz Rossi

Publicado em 31/01/2011 15:15 e atualizado em 31/01/2011 15:50 356 exibições

O ministro Wagner Rossi afirmou que, em apelo aos pedidos de arrozeiros do Rio Grande do Sul, a presidente Dilma Roussef irá intervir no mercado para garantir os preços mínimos do arroz e do feijão.

Na reunião que deverá acontecer amanhã, dia 01, deverá ser feita uma nova portaria interministerial para regulamentar as novas operações para o arroz, já que a atual tem validade até hoje. O preço mínimo do arroz definido pela Conab é de R$ 25,80 a saca de 50 quilos, mas no sul do país a comercialização acontece entre R$ 22 e R$ 23.

No leilão de PEP que aconteceu no Rio Grande do Sul na semana passada, foram negociados 100% da subvenção e houve um deságio de 1,25% a R$ 4,72 a saca. Em troca do subsídio, o comprador do produto deve pagar ao produtor um preço mínimo de R$ 25,80. O coordenador-geral de Cereais e Culturas Anuais do Ministério, Sílvio Farnese, defendeu a realização de novos leilões de PEP, diante do estoque elevado do cereal nas reservas públicas.

Rossi também afirmou que o governo avaliará medidas para o feijão, mas, somente no início da colheita da safra de verão. O clima afetou a qualidade da temporada e os preços caíram para R$ 60 a R$ 70 a saca de 60 kg.

Tags:
Por:
Marília Pozzer
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário