União deve anunciar apoio ao arroz

Publicado em 01/02/2011 06:35 156 exibições
Os arrozeiros aguardam para hoje (1) o anúncio de medidas do governo federal para sustentar o preço mínimo do grão. A expectativa é que venha apoio para escoar estoques da safra 2009/10 e para comercializar a 2010/11, que começa a ser colhida em fevereiro. A reunião é resultado da convocação ministerial anunciada pela presidente Dilma Rousseff na semana passada, em Porto Alegre. A expectativa é que participem do encontro representantes dos ministérios da Agricultura, Fazenda e Casa Civil. Embora na agenda oficial dos ministros não haja confirmação do encontro, conversas de bastidores dão conta que Dilma telefonou ontem, da Argentina, para os ministros solicitando que fiquem de sobreaviso para uma conversa com ela, hoje, sem local e hora marcados.

A data escolhida pela presidente é providencial. Ontem, terminou o prazo regulamentar para a realização de leilões de PEP e Pepro para o escoamento da safras 2009/10, de acordo com a portaria interministerial 318 de 11 de maio de 2010. A reedição da portaria, que pode sair da reunião de hoje, irá aliviar um saldo de 300 mil toneladas que o setor pretende comercializar via PEP e Pepro e 300 mil toneladas via AGF, relata o diretor de mercados da Federarroz, Marco Aurélio Tavares.

O Ministro da Agricultura, Wagner Rossi, garantiu que o governo federal irá intervir para manutenção do preço mínimo do grão em R$ 25,80. Atualmente, o mercado gaúcho negocia a saca de 50 quilos a valores entre R$ 22,00 e 23,00, segundo a Federação das Associações de Arrozeiros do RS (Federarroz).

Tags:
Fonte:
Correio do Povo

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário