Preços do trigo devem se manter altos em 2011

Publicado em 03/02/2011 08:35 377 exibições
Empresários acreditam que repasse será inevitável.
Com o consumo aquecido e os estoques abaixo do normal, a tendência é que os preços pagos pelo trigo se mantenham elevados. É o que afirma a analista de mercado Amarilys Romano. Os estoques mundiais estariam cerca de 20 milhões de toneladas abaixo da demanda. E, segundo ela, recompor a reserva do grão é tarefa difícil, já que o trigo fechou janeiro com cotação 50% superior a de janeiro de 2010.

– É um momento de atenção, pois não existe estoque. O estoque global está muito baixo. O que temos visto para todos os produtos é que você tem tido avanço na produção, mas também avanços em demanda em taxas superiores ao aumento da produção. Aí, quando ocorre um problema e você reduz, a situação é muito explosiva. É isso que a gente está vivendo no caso do trigo: esta safra particular que vai até meados do ano vai estar com oferta abaixo do demanda mundial – explica Amarilys.

No Brasil, os moinhos já pagaram mais pelo grão nos últimos meses. Em julho do ano passado, o preço médio do trigo nacional estava em R$ 460 por tonelada. Em janeiro, a média foi de R$ 520, uma diferença de 13%. O trigo importado também ficou mais caro. Segundo os empresários, repassar esse custo vai ser inevitável.

– O custo do trigo na farinha é de mais de 70% em média. Eu estimo que os moinhos repassaram entre 2% e 4% nesses últimos 60 dias. Há uma perspectiva de reajuste de farinha de trigo entre 5% e 10% nos próximos 60 dias – afirma Christian Mattar Saigh, vice-presidente do Sindustrigo.

Já as panificadoras descartam, pelo menos por enquanto, reajuste no preço do pão.

– Os reajustes de preços já foram realizados por parte da indústria de panificação, no preço do pão, principalmente. Então, nós não entendemos que existe ambienta para subir o trigo, porque não existe ambiente para subir o preço do pão – afirma Márcio Rodrigues, consultor técnico da Associação Brasileira da Indústria de Panificação (Abip).

Tags:
Fonte:
Canal Rural

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário