Rossi define rumo de classificação do trigo

Publicado em 23/02/2011 08:30 225 exibições
A decisão sobre a data em que entrará em vigor a nova classificação do trigo no país está nas mãos do ministro da Agricultura, Wagner Rossi. Segundo o chefe de divisão das Câmaras Setoriais do Ministério da Agricultura (Mapa), Manoel Galvão, o pedido de prorrogação da implementação da portaria, prevista para 1 de junho, deve ter um parecer nas próximas semanas. A solicitação partiu dos triticultores, que pedem mais 12 meses para atender ao aumento de rigor na classificação do cereal.

O tema gerou impasse, ontem, entre representantes da indústria e dos produtores na reunião da Câmara Setorial de Culturas de Inverno, em Brasília. Conforme o presidente da Câmara, Rui Polidoro Pinto, os produtores temem que a venda da nova safra seja afetada, pois já adquiriram sementes conforme a classificação atual. No entanto, as indústrias alegam que as novas normas garantiriam qualidade à matéria-prima. "A classificação antiga não condiz com a realidade de mercado. Não vemos motivos para a implementação ser adiada", frisa o presidente do Sinditrigo, Gerson Pretto.

A realização de leilões do cereal foi outro ponto de atrito. Enquanto representantes da indústria cobram mais agilidade do governo, produtores solicitam prazo de, no mínimo, 40 dias para as vendas públicas. Assim, estados como Rio Grande do Sul e Paraná, que respondem pela maior parte da produção do cereal no país, teriam tempo para comercializar os grãos.

Tags:
Fonte:
Correio do Povo

0 comentário