Conab libera R$ 39 mi para compra de feijão

Publicado em 23/02/2011 10:30 e atualizado em 23/02/2011 17:00 392 exibições
A Companhia Nacional do Abastecimento (Conab) vai lançar o Prêmio de Escoamento do Produto (PEP) para o feijão para enxugar a produção nos estados produtores onde o preço pago ao produto caiu abaixo do preço mínimo. Os recursos somarão R$ 39 milhões para as indústrias comprarem dos estados produtores. O Paraná é o maior produtor do país e um dos mais penalizados com a queda nas cotações. Nos últimos quatro meses, os preços pagos aos produtores caíram 52%, segundo o Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento.

O superintendente da Conab no Paraná, Lafaete Jacomel, explicou que os recursos serão aplicados no pagamento de prêmio à empresa que comprar o feijão no Paraná ou outro estado produtor, pagar o preço mínimo de R$ 80,00 a saca de 60 quilos e entregar em outras regiões não produtoras. ''A Conab fará o pagamento assim que a empresa comprovar a entrega da produção de feijão nos estados consumidores'', explicou Jacomel. A data do leilão e o valor do prêmio ainda estão indefinidos.

Para o secretário da Agricultura, Norberto Ortigara, a medida atende a reivindicação do Paraná, que recentemente pediu ao Mapa para intervir na comercialização do feijão, que está desestimulando o produtor. Conforme a previsão do Deral, este ano a safra das águas deverá ser em torno de 11% maior do que a safra anterior. A expectativa é que sejam produzidas 542 mil toneladas de feijão na safra das águas 2010/11, contra 490 mil toneladas produzidas em igual período do ano passado.

Em outubro de 2010, a saca de 60 quilos do feijão de cor valia R$ 127,55. Hoje, a cotação está em R$ 60,61. O feijão preto teve uma queda de 30%: caiu de R$ 88,09 para R$ 61,88 a saca de 60 quilos.

Tags:
Fonte:
Folha de Londrina

0 comentário