Arroz: Conab publica edital para leilões de PEP

Publicado em 24/02/2011 14:05 634 exibições

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) publicou na quarta-feira (23), o edital número 057/11 que autoriza a realização de leilão de Prêmio de Escoamento de Produção (PEP) de arroz, para o próximo dia 3 de março. Neste pregão serão ofertadas 100 mil toneladas do grão – 90 mil toneladas produzidas no Rio Grande do Sul e 10 mil toneladas de Santa Catarina.

 Acesse o edital 057/11 da Conab

O anúncio confirma o cronograma negociado pelo deputado federal Luis Carlos Heinze (PP-RS) e entidades representativas do setor arrozeiro com os ministérios da Agricultura e da Fazenda. O acordo prevê o escoamento de um milhão de toneladas de arroz, correspondente a R$ 200 milhões em subvenção, para apoiar a comercialização da atual safra por meio deste mecanismo.

O prêmio da oferta pública será divulgado antes da venda, mas deve superar os R$ 4,00. Segundo Heinze, para os próximos leilões o setor defende valores diferenciados de acordo com a região produtora. “É preciso compensar o frete das localidades mais distantes do porto de Rio Grande. Nesse exemplo o apoio do governo deve ser maior para os produtores dos municípios da Fronteira Oeste e de alguns da Campanha”.

PLEITOS: Na última terça-feira (22), em audiência com o secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa, o deputado Heinze e o presidente da Federarroz, Renato Rocha, cobraram a prorrogação de R$ 340 milhões do saldo dos EGF´s da safra 09/10 e a liberação de R$ 500 milhões para contratos de opção público, R$ 100 milhões para o Programa de Aquisição de Alimentos – PAA – e R$ 240 milhões para Prêmio de Risco para Aquisição de Produto Agrícola - Prop.

A expectativa do setor é de que os pleitos sejam atendidos e anunciados até a abertura oficial da colheita do arroz, que acontece no sábado, dia 26 de fevereiro, em Camaquã.

Tags:
Fonte:
Ass. Com. Luiz Carlos Heinze

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

1 comentário

  • Telmo Heinen Formosa - GO

    Se já não bastasse o Brasil vender para argentinos e uruguaios, máquinas agricolas fabricadas aqui por um preço bem menor do que para nós, vejam o absurdo prestes a acontecer: Vamos "subsidiar" a exportação DELES. Sim, na prática é isto que vai acontecer, o PEP programado para o dia 03 de março permitirá o escoamento para qualquer localidade, exceto para as Unidades da Federação (UF) que compõem as Regiões Nordeste, Sul, Sudeste e Centro Oeste, para os Estados do Tocantins, Rondônia e Pará. Excetua-se também, os seguintes países: Argentina, Paraguai, Uruguai e Suriname. São eufemismos para não dizer expressamente que será uma PEP para exportação. Indiretamente estaremos utilizando do dinheiro público nosso para ajudar a exportar o arroz dos outros... sim, porque se não fosse a importação livre os preços aqui não estariam tão deprimidos e o mercado remuneraria pelo Preço Minimo vigente. Ah! se o Ministério Público entendesse isto... teria processo na certa.

    0