NY: Cacau reduz ritmo de altas após avançar para novas máximas

Publicado em 04/03/2011 16:10 306 exibições

Em Nova York, as cotações futuras do cacau diminuem o ritmo de alta, após a terem avançado para novas máximas nesta sexta-feira, devido às adversidades políticas enfrentadas na Costa do Marfim.


O Rabobank disse que a proibição das exportações pela Costa do Marfim e sanções comerciais da União Europeia (UE) ameaçam o desenvolvimento da próxima safra intermediária, que pode alcançar 300 mil toneladas, se o clima seguir favorável. “Mas a tendência de alta para nova temporada  continua, se a violência persistir", disse o banco.

Por volta das 11h00 (horário de Brasília), o contrato maio subia US$ 15 para US$ 3.748 por tonelda. Mais cedo, o vencimento ganhou 1% e renovou o pico em 32 anos, a US$ 3.775 por tonelada. Já em  Londres, os futuros também desaceleraram após se aproximarem do maior nível em 33 anos, observado em julho de 2010.

Tags:
Por:
Marília Pozzer
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário