As péssimas condições da situação do trigo americano de inverno

Publicado em 30/03/2011 09:55 576 exibições
A condição da safra de trigo de inverno no estado do Kansas, maior produtor de trigo dos Estados Unidos, está dando sinais de recuperação à medida que emerge da dormência do inverno, mesmo que em áreas vizinhas continue a sofrer com a seca.

A proporção da safra de trigo de inverno do Kansas, avaliada na condição bom/excelente, passou para 31% nesta semana, contra 27% da semana anterior. Esta é a melhor avaliação que esta safra já teve nesta temporada. No entanto, este percentual está bem abaixo do percentual de 70% no mesmo período do ano passado e permanece menor do que os 35% de ruim/muito ruim da mesma cultura, devido à falta de umidade que afetou o solo, em particular o lado oeste do estado, onde houve até incêndio em algumas plantações.

“Ventos fortes, combinados com temperaturas elevadas e falta de chuvas continuam a piorar as condições do tempo seco na maior parte do Kansas”, declarou o Departamento de Agricultura dos EUA-USDA no relatório divulgado no final desta segunda-feira.

Elevada probabilidade de incêndios florestais

Em alguns estados vizinhos a cultura do trigo continuou a deteriorar-se com a proporção declarada boa/excelente caindo para 21% em Oklahoma, por exemplo.
“A semana passada mostrou-se mais uma semana de seca, com a possibilidade elevada de incêndios”, declarou o USDA. “As plantas cultivadas estão mostrando sinais de stress por falta de chuvas. Alguns produtores de trigo estão considerando a possibilidade de abandonar as lavouras em troca de outra cultura e os que tem gado consorciado estão pensando em deixar os animais pastarem o trigo”, segundo o USDA.

No Texas, a proporção da cultura nos dois primeiros graus também caiu 3 pontos, para 11%, com “a falta de chuva necessária na maior parte do estado para o desenvolvimento da cultura”.

A cultura do Kansas é a chave
O mau estado das culturas nestes estados (Texas e Oklahoma) e no Colorado, que “parecem estar já em grande seca” aumentou a importância da cultura do Kansas em determinar o resultado da colheita de trigo vermelho de inverno nos Estados Unidos, segundo afirmaram os analistas do Australian and New Zeland Bank.

“Como a cultura do Kansas será a primeira a ser colhida já nas próximas semanas, a extensão da queda do trigo nos Estados Unidos dependerá agora de quão bem irá a produção deste estado”, afirmaram os analistas.

As previsões da meteorologia para o estado são de pouca chuva, em torno de 15 milímetros na próxima quinta-feira, mas nenhuma outra projeção até a próxima semana. O analista de soja e milho da Adviseor, Miguel Cordonnier disse: “O trigo tem incrível poder de recuperação, mas há uma forte probabilidade de que alguns campos de trigo nas planícies do sul não terão condições de dar continuidade à produção de grãos”.

Seca também na Europa
A escassez de umidade também está crescendo como problema na União Européia que, como um bloco, é o maior produtor de trigo do mundo e onde os preços futuros do trigo subiram na última segunda-feira, apesar da queda em Chicago, que é o termômetro global. “As condições de seca na França e nas regiões do norte da Europa ainda são uma preocupação entre os operadores do mercado, já que apenas alguns centímetros de chuva estão previstos para esta semana”, disse a Agritel, empresa de consultoria baseada em Paris. “A situação não é desastrosa agora, mas os fundamentos estão apertados e não há espaço para novas adversidades na safra 2011”, concluiu.

Tags:
Fonte:
Trigo & Farinhas

0 comentário