Brasil deve se preparar para pagar mais caro pelo trigo importado em 2012

Publicado em 27/04/2011 10:12 324 exibições
Ainda que o preço do trigo no mercado interno brasileiro suba, mas não acompanhe o mercado externo, uma coisa é certa para a próxima temporada: os preços do trigo importado deverão permanecer muito altos e o país poderá ter que desembolsar um valor substancialmente maior pela sua importação. Os preços de hoje, US$ 380,58 para o trigo duro no Golfo do México, são 81,22% mais elevados do que os praticados há um ano, antes da famosa quebra da safra russa, em julho de 2010. Mas é possível que os preços ainda subam mais, por conta de uma possível diminuição das safras dos EUA, Canadá, França e Alemanha, diante dos problemas climáticos que estão atravessando. De qualquer modo, é certo que o conjunto geral dos grãos – trigo, milho e soja – está com o seu quadro de oferta e demanda alterado, com a demanda maior do que a oferta, devendo consumir uma porção considerável dos seus respectivos estoques finais a fim de conseguir suavizar o déficit alimentar que é dado como certo na temporada 2011/12, com todas as suas sérias conseqüências para o Mundo, tanto alimentares, quanto políticas e econômicas. E desta vez não será uma mera marolinha para o Brasil, porque a alta das commodities nos mercados internacionais fará inevitavelmente aumentar os preços internos do pão, do óleo de soja, das carnes e muitos outros produtos que compõe os itens pelos quais é medida a nossa inflação.
Tags:
Fonte:
Trigo & Farinhas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário