Chuva irregular prejudica lavouras de milho e feijão no sertão de PE

Publicado em 28/04/2011 08:21 339 exibições
Agricultores lamentam dsenvolvimento das culturas. O volume de chuva até que foi bom, só que mal distribuído.
Em muitas áreas de plantio no sertão de Pernambuco, o milho está baixo e com folhas murchas. O crescimento foi comprometido pela irregularidade da chuva.

De acordo com o Instituto Agronômico de Pernambuco, o índice de precipitação registrado de janeiro até agora, na região de Serra Talhada, está dentro da média esperada para o período. O problema é que ficou concentrado em algumas regiões. Em outras, não caiu uma gota sequer. O resultado é milho e feijão, que para alguns agricultores, vão servir em 2011 apenas para alimentar o gado.

Em algumas lavouras é possível encontrar uma situação diferente, pés de milho com mais de 1,70 metro, mas com a má distribuição das chuvas, até essa altura pode enganar os mais otimistas.

As espigas não estão cheias. As folhas, murchas, resultado de muito sol e pouca água. Se não chover bem até maio, os agricultores terão perdas significativas, podendo chegar a 50%.

Tags:
Fonte:
Globo Rural

0 comentário