Agricultores de MG têm pressa para terminar a colheita do feijão

Publicado em 29/04/2011 09:19 366 exibições
Eles não querem que a chuva prejudique a safra. O preço agrada os produtores em Lagoa Formosa, Alto Paranaíba.
Com as três máquinas no campo, o agricultor Haroldo de Almeida acelerou o fim da colheita nos 115 hectares de feijão plantados em Lagoa Formosa, no Alto Paranaíba. A pressa para terminar logo é por causa da ameaça de chuva. Com isso, mais perdas devem ser evitadas, já que por causa do clima, a produtividade diminuiu quase 20%.

Se por um lado a produtividade não foi a esperada, por outro, o que dá um ânimo para o produtor de feijão de Minas Gerais é a expectativa que o preço do grão se mantenha em alta no mercado.

Um exemplo é o produtor Oliveiros Martins também de Lagoa Formosa. Ele está colhendo 10 sacas a menos do que esperava. Mas além da boa oferta que recebeu agora pelo produto, ainda acredita que o preço vai melhorar mais. “Hoje está em R$ 100, a expectativa é boa porque a produção foi pequena. Nem vou vender tudo agora, pretendo segurar um pouco”, comenta Oliveiros.

Tags:
Fonte:
Globo Rural

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário