Trigo: Danos climáticos podem alterar significativamente os últimos dados do USDA

Publicado em 12/05/2011 08:00 416 exibições
Menos de um ano após a pior seca de toda uma geração que destruiu um terço da safra de trigo da Rússia e elevou os preços internacionais dos alimentos, o clima continua prejudicial nos campos da América do Norte, da Europa e da Ásia.

O plantio de milho, maios produtor do Mundo, está avançando na metade do ritmo do ano passado por causa da chuva em excesso, segundo mostram os dados do próprio governo americano. Quanto ao plantio de inverno, a seca deixou a safra de trigo do Kansas na pior situação desde 1996 e períodos de seca estão ameaçando as culturas da França, Austrália Ocidental e da China. Por seu lado, um relatório da Bolsa Canadense de Trigo (CWB) apontou os seus campos estão tão encharcados que somente 3% do trigo pode ser plantado até o presente momento, comparado 40% da média para o período.

As Nações Unidas informaram nesta quarta-feira que os custos globais com alimentos aumentaram pela nova vez em 10 meses e que as despesas com commodities levou os fabricantes de alimentos, entre os quais a General Mills e Mc Donald’s a aumentar os preços aos consumidores.
“Precisamos que tudo caminhe normalmente, mas na verdade, temos um grande potencial para os problemas com base nas questões meteorológicas”, disse Sterling Liddell, vice-presidente de pesquisas do agronegócio e alimentos do Rabo AgriFinance, em Saint Louis, que espera que o milho possa chegar a um recorde de 8 dólares/bushel se as condições piorarem. “Poderia ser uma situação muito explosiva,porque estamos já tão apertados”, concluiu.

O clima seco na França e na Alemanha e ainda mais seco no Reino Unido,o pior dos últimos 352 anos, está ameaçando as culturas em toda a União Européia, que é o quinto maior produtor de trigo do Mundo.

“Nós definitivamente iremos produzir menos grãos do que iremos consumir”, declarou  Andrew Dewing, analista de commodities em Aylsham, Inglaterra. “Isto não  faz prever nada de bom para o próximo ano”,completou.

Também na Austrália, partes importantes do país tiveram o menor índice pluviométrico registrado nos últimos 16 anos,de acordo com a Secretaria de Meteorologia dopais. No Canadá, o governo da província de Manitoba declarou estado de emergência por causa das inundações. Na China, a maior produtora e consumidora do Mundo, a produção pode diminuir pelo segundo ano consecutivo, devido às condições de seca, segundo informou Tommy Xiao, analista em Shangai.
“Este ano, mais do que qualquer outro, está sendo o mais crítico: todas as culturas estão com estoques apertados,ao passo que o que nós precisaríamos – e provavelmente não teremos – é um ano sem nenhum problema, a fim de reconstituir os estoques necessários para atender as demandas populacionais”, declarou Liddel, do Rabo AgriFinance.

Tags:
Fonte:
Trigo & Farinhas

0 comentário