Trigo pão poderá ter preços melhores que o trigo brando na próxima safra, no Brasil

Publicado em 02/06/2011 15:21 489 exibições
Ainda que de longe e por um buraquinho estreito na porta do futuro, é possível vislumbrar preços melhores no mercado brasileiro para o trigo pão do que para o trigo brando na temporada 2011/12. E a razão foi descrita em nosso comentário de ontem, sobre as exportações russas, que, se o seu vice-ministro estiver certo, inundará o mercado mundial de trigo brando com 20 milhões de toneladas na próxima temporada, que se iniciará em 01 de julho de 2011. Note-se que as safras ainda não estão colhidas e é puro chute da “otoridade”. O USDA, por exemplo, fala em 10 milhões e não erraria em 50%. De qualquer maneira, uma coisa é certa: os russos estão voltando e com força. No ano passado exportaram apenas 4 milhões de toneladas. Se exportarem 10 milhões neste ano, já será um estrago, principalmente nas exportações gaúchas, que foram dirigidas justamente para os países que tinham ficado órfãos das exportações russas no ano passado. Então, como o Rio Grande do Sul está aumentando a sua área, é provável que também tenha uma produção maior e que os preços do trigo brando nele produzido não obtenham os mesmos níveis do ano passado, a menos que os dirigentes do trigo gaúcho se empenhem em manter as exportações voltadas para outros países (e há muitos). Mas, este trigo a mais que está sendo produzido no RS terá que ser escoado, de qualquer maneira, de preferência para a exportação, que tem preços bons e demanda fácil, se for pesquisada, porque o trigo gaúcho é bem melhor que o russo.

Já o trigo duro ou trigo pão produzido no Paraná tem mais chances de ter um preço maior, não só pela sua natural qualidade melhor, mas porque os países que o produzem estão tendo grandes problemas de produção: a safra de trigo de inverno nos EUA está 45% em condição ruim/muito ruim, que afetarão a sua disponibilidade de exportação; a safra do trigo canadense de primavera está muito atrasada e já está sendo estimada oficialmente uma quebra de 1,5 milhão de toneladas na sua produção futura e a safra de trigo da Austrália está com problemas de excesso de umidade, que poderá afetar a sua disponibilidade futura. Então, se por um lado vai sobrar trigo brando, vai faltar trigo duro no Mundo. Como o Brasil precisa justamente de trigo duro, é muito provável que os preços de importação sejam muito elevados, criando uma demanda interna maior por parte dos moinhos e preços maiores para o trigo duro ou trigo pão que esteja sendo plantado neste ano.

Tags:
Fonte:
Trigo & Farinhas

1 comentário

  • Carlos Roberto Martins Medianeira - PR

    Mas ontem ia ter menos trigo na Rússia agora tem um monte de trigo brando??

    afinal é muito ou é pouco?

    o trigo pão já é mais caro do que o brando.

    0