O trigo de baixa proteína tem um imposto similar ao da soja, na Argentina

Publicado em 22/06/2011 08:28 361 exibições
O preço de US$ 195, oferecido pelos exportadores, é o preço FAS Teórico, posto interior, para o agricultor. No porto, posto a bordo do navio, o preço do trigo de baixa proteína está sendo negociado hoje a US$ 327/ton. Isto implica que a capacidade teórica de pagamento da exportação poderia ser de US$ 235/ton. Durante este mês de junho o governo argentino autorizou exportações de trigo de baixa proteína (até um máximo de 9,5%) até 257.928 toneladas, contra 165.297 toneladas de trigo pão. As maiores cotas foram para Cargill com 100.000 toneladas, Dreyfus Argentina com 75.000 toneladas, Noble Argentina com 30.000 toneladas e AFA e CHS Argentina com 25.000 toneladas cada uma. Os exportadores continuam realizando ofertas abertas pontuais de trigo de baixa proteína a valores de US$ 200/ton nos terminais do Up River e de US$ 190/ton nos portos do Sul, preços entre US$ 35 e US$ 45/ton abaixo do FAS Teórico no momento. Por fim, o pagamento efetivo de US$ 190 a US$ 200/ton representa uma retenção (imposto) efetivo de 36,5% a 33,5%, respectivamente, contra 35% do imposto retido para a soja, por exemplo.
Tags:
Fonte:
Trigo & Farinhas

0 comentário