Trigo: Queda na demanda interna de subprodutos do trigo atinge agricultor

Publicado em 30/06/2011 08:29 285 exibições
Com ou sem razão, porque o mercado de trigo no Brasil tem a sua própria dinâmica e se comporta de maneira um pouco diferente do mercado internacional, a queda dos preços no exterior fez alguns moinhos reduzirem os seus preços de aquisição de matéria prima interna. Com a ausência das exportações (vide comentário abaixo), que sempre puxou os preços para cima, a indústria moageira se sentiu mais à vontade para baixar os seus preços de compra. A coincidência não é por acaso. A maior queda ocorreu no mercado de lotes em Cascavel, no Paraná, de -5,77%, onde os preços baixaram de R$ 520,00/ton para R$ 490,00 há dois dias; em Curitiba a queda foi de -3,70%, com os preços passando de R$ 540,00 para R$ 520,00/tonelada. Em contrapartida, houve alta nos preços de balcão do trigo em Cruz Alta, no Rio Grande do Sul, onde o preço passou de R$ 24,50 para R$ 25,00/saca de 60 kg, exatamente em linha com o que dissemos ontem, que os preços do trigo no RS estavam mais altos, embora a oferta seja menor.

As causas destas quedas não se referem tanto às quedas internacionais da semana passada, mas à queda da demanda interna dos subprodutos do trigo, desde as gôndolas dos supermercados até o triticultor, numa ação retroativa. Os moinhos também não estão conseguindo elevar e nem mesmo manter os preços das farinhas, como vimos comentando constantemente nas últimas semanas. As indústrias de massas e biscoitos estão acumulando estoques não vendidos e isto as faz comprar menos farinha, o que provoca a compra de menos trigo na ponta do produtor.

Tags:
Fonte:
Trigo & Farinhas

0 comentário