Como está a colheita de trigo na Rússia?

Publicado em 12/07/2011 08:42 403 exibições
Embora o Brasil não compre diretamente trigo da Rússia, a produção de trigo deste país é muito importante para se estudar a tendência dos preços mundiais do produto.

Relatório do SovEcon, o influente grupo de análise das safras soviéticas, divulgado neste fim de semana, indicou que as chuvas melhoraram as perspectivas para a colheita de grãos na Rússia de tal forma que a estimativa é de que sejam recuperados totalmente os níveis de produção de 2009, embora com alguns problemas e qualidade. O SovEcon elevou para a faixa entre 87-92 milhões de toneladas a sua nova estimativa de produção de grãos do país para este ano, contra a faixa entre 82-86 milhões anterior. A justificativa são as condições favoráveis para a formação das culturas, representadas pelas chuvas na segunda metade do mês de junho e que estão continuando neste mês de julho. Os resultados apresentados na província de Krasnodar, no sul da Rússia, onde a colheita ocorre por primeiro, mostram rendimentos de 5.500 quilos//hectare, cerca de 10% acima do rendimento do ano passado, que foi de 5.000 kg/ha. A maior parte das lavouras do país deverão ter rendimentos melhores do que os do ano passado, quando o país sofreu sua pior seca na história, com a produção caindo para apenas 61 milhões de toneladas.

A chuva levou o glúten

“Temos um bom rendimento a partir do sul da Rússia”, disse Andrey Sizov, diretor-gerente do SovEcon ao Agrimoney. Com 92 milhões de toneladas a colheita seria apenas 5 milhões inferior à de 2009, apesar da dificuldade apresentada pela seca prolongada que dificultou a semeadura de outono no ano passado.

No entanto, se as chuvas continuarem ainda podem oferecer alguma ameaça à qualidade da safra, diminuindo os níveis de proteína e glúten das espigas. “Como dizem os agricultores, a chuva lava para fora o glúten”, disse Sizov.

Estimativas americanas sobre a Rússia

As esperanças de uma boa colheita representam um grande impulso para a indústria agrícola da Rússia, após a reabertura das exportações de grãos em 01 de julho último, encerando 11 meses de proibição imposta em meio à seca. Na primeira semana após a liberação o país venceu duas grandes licitações de trigo no mercado internacional.

O Departamento de Agricultura os Estados Unidos, em relatório publicado na última sexta-feira, estimou as exportações russas no período 2011/12 em 10,5 milhões de toneladas, 500 mil a mais do que a sua estimativa anterior e mais do que o dobro das exportações da temporada passada.
Mesmo assim, as estimativas são menos generosas do que a de outros especialistas, que falam em exportações russas de 15 milhões de toneladas para a temporada.

A estimativa oficial do USDA sobre a produção de grãos da Rússia para a safra 2011/12 é de 85,5 milhões de toneladas.

Tags:
Fonte:
Trigo & Farinhas

0 comentário