Quebra na produção de feijão da BA pode dar fôlego ao mercado brasileiro

Publicado em 23/08/2011 10:51 297 exibições
A perda na 3ª safra de feijão no Nordeste brasileiro continua dando suporte ao mercado brasileiro do grão. Faltou chuva nas principais regiões produtoras desta região, principalmente na Bahia. Apesar deste produto não chegar ao mercado atacadista de São Paulo, os comerciantes nordestinos devem buscar o produto em Goiás e Minas Gerais, o que deve pressionar a bolsinha do Brás.

Em Goiás, este possível aumento da procura vem ao encontra de uma redução de 19,6% na área plantada goiana, o que deverá resultar numa redução da produção de aproximadamente 25 mil toneladas de feijão em relação à safra passada. O preço médio da saca no Estado é de R$ 99, preço 12% maior que no mesmo período do mês passado, porém 6% menor do que no mesmo período do ano passado.

Em São Paulo, foram ofertadas nesta segunda–feira (22) 13.200 sacas. Deste total, 6.900 sacas foram comercializadas, ou seja, 52%. Porém, é esperado um maior volume de comercialização no decorrer do dia. Apesar da boa porcentagem de venda, o mercado permaneceu com preços firmes já que o volume negociado foi considerado baixo em relação aos fundamentos do mercado.

No entanto, dependo das perdas ocorridas na região Nordeste, possivelmente os preços devem receber correções positivas. O ideal neste momento é acompanhar o volume ofertado, pois se este permanecer abaixo das 20 mil sacas por dia, preços melhores poderão ser esperados.

Tags:
Fonte:
FAEG- GO

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário