Leilões: autorizada entrega antecipada de arroz

Publicado em 09/09/2011 11:54 307 exibições
Medida é válida para produtores do grão que adquiriram o direito de vender o produto para estoques públicos em leilões de contrato de opção
O Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento autorizou a antecipação da data de vencimento dos leilões de contratos de opção de arroz (avisos números 182 e 216) realizados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) em junho de 2011. A entrega deveria ser feita no dia 30 de novembro de 2011, mas com a antecipação o produtor pode optar por entregar o produto em 30 de setembro ou 31 de outubro.

“A decisão de antecipar a entrega do arroz é importante para dar sustentação aos preços do produto, que é uma das diretrizes estabelecidas pelo Ministro Mendes Ribeiro”, afirma o secretário-executivo do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, José Carlos Vaz.
Os leilões 182 e 216 ofertaram um total de 500 mil toneladas para os produtores do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Desse total, 450 mil toneladas foram adquiridas por produtores Rio Grande do Sul e 50 mil toneladas, por agricultores de Santa Catarina, fazendo com que todo o volume fosse arrematado.
 
Apoio
Desde o início do ano, já foram realizadas diversas ações para aumentar a cotação do grão no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. Em fevereiro, foram anunciadas medidas para a realização de leilões,  para a aquisição direta do grão, (342 mil toneladas) e para o Prêmio para Escoamento de Produto, (1.467 mil toneladas já realizadas). Em março, o governo autorizou a realização de leilões de contratos de opções pública e privada. Até o momento, já foram aplicados R$ 477 milhões em leilões de opção pública, que resultaram no apoio à comercialização de 817,7 mil toneladas.
Nesta sexta-feira, 9 de setembro, será realizado mais um leilão de contrato de opção pública, quando serão ofertadas 125 mil toneladas. Deste total, 110 mil t serão destinadas ao Rio Grande do Sul, 12,5 mil t a Santa Catarina e 2,5 mil t ao Paraná.

Saiba mais
Contrato de opção de venda (opções públicas) - O governo leiloa o direito de o produtor rural (ou sua cooperativa) vender o produto para estoques públicos a preço prefixado.
Contrato privado de opção de venda (opção privada) - O governo concede prêmio a empresas interessadas em lançar opções de venda, a preço pré-determinado, para produtores ou suas cooperativas.

Prêmio para Escoamento de Produtos (PEP) - busca garantir ao produtor o preço mínimo. O governo paga o prêmio ao comprador que garanta ao produtor pelo menos o preço mínimo e que encaminhe o produto para uma região pré-determinada, de acordo com as necessidades de abastecimento do país.

Tags:
Fonte:
MAPA

0 comentário