Programa PagaPedra garante segurança aos investimentos na Lavoura de Arroz

Publicado em 28/10/2011 09:27 266 exibições
Programa abre inscrições no dia 31 de outubro.
Além de uma série de riscos que possam afetar as lavouras de arroz, o maior deles são os problemas climáticos como o granizo, enchente e seca grande. Pensando nisso, a Associação dos Arrozeiros de Alegrete oferece mais um serviço aos orizicultores, o de auxílio mútuo por perdas nas lavouras de arroz, ocasionadas pelo granizo, denominado Programa PagaPedra.

No início desta semana, a diretoria da entidade reuniu os associados para o lançamento do Programa para a safra 2011/2012, onde foi apresentado o Regulamento e foi definido o novo Comitê Gestor. “O Pagapedra diminui os riscos do arrozeiro imposto pelo clima, caso específico do granizo. É muito investimento a céu aberto.

Após dois anos à frente do programa, Gustavo Thompson Flores, passou a gestão, após votação dos presentes, para o Engenheiro Agrônomo e produtor, Juliano da Silveira Souto e como secretário, o produtor e Téc.Agrícola Tassiano Pozzer. “Este é um projeto feito por produtor e conduzido por produtor, portanto busca resolver um grande problema da lavoura arrozeira de forma simples e eficaz. Eu já tinha participado do programa como secretário, agora como gestor vou seguir fazendo o bom trabalho”, avalia Juliano Souto.

O programa que está entrando em seu quarto ano, na safra 2011/2012, é destinado a todos os arrozeiros de Alegrete e adjacências e abre suas inscrições, no próximo dia 31 de outubro. O Pagapedra prevê o pagamento de uma taxa de adesão para as despesas administrativas e a caução em produto para formação do fundo.

A adesão nos três últimos anos demonstra a boa aceitação do programa entre os produtores, inclusive de outros municípios, pois possui excelente relação custo/ benefício e a taxa de adesão ao programa gira em torno de 0,2% do custo da produção por hectare. Na safra 2008-2009 foram cobertos pelo Pagapedra, 23.328 ha, pertencentes a 69 produtores com lavouras em Alegrete, Quarai, Uruguaiana e Manoel Viana. Na safra 2009-2010, o Programa abrangeu 22.233,91 hectares na adesão de 80 produtores com lavouras em Alegrete, Uruguaiana, Itaqui, Quarai, Manoel Viana e Livramento. Na última safra 82 produtores aderiram ao programa, totalizando uma área de 28.089 hectares inscritos.

Tags:
Fonte:
Ass. dos Arrozeiros de Alegrete

0 comentário