Grãos: safra pode superar produção do ciclo anterior

Publicado em 09/11/2011 13:56 222 exibições
Entre os principais fatores para este resultado está o comportamento climático
O Brasil colherá uma safra que pode superar o ciclo anterior desde que as condições climáticas sejam favoráveis. A avaliação é do secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Caio Rocha, que participou da a apresentação do anúncio da pesquisa de intenção de plantio da safra 2011/2012 nesta quarta-feira, 9 de novembro. Os técnicos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estiveram em campo de 18 a 21 de outubro para fazer o levantamento das culturas.

“Neste ano, as chuvas começaram na época certa e estão permitindo a realização do plantio na época correta, diferente do que ocorreu no ano passado, quando as chuvas atrasaram em importantes regiões produtoras do Centro-Sul,” esclarece Rocha.

Para o próximo trimestre, conforme a tendência da manifestação do fenômeno La Niña, a região Sul continua com grande probabilidade das chuvas ocorrerem entre as categoriais normal e abaixo da normal climatológica. Essa previsão mantém os produtores do Rio Grande do Sul em alerta sobre a possibilidade de falta de chuva na época do enchimento de grãos do milho e do desenvolvimento e floração da soja.

A previsão climática indica maior probabilidade das chuvas ocorrerem normal e acima da normal no centro e norte da região Norte do país. Ao contrário do Sul, pode ocorrer excesso de chuva em áreas isoladas do sudeste e sul da região  Nordeste, motivo de preocupação no desenvolvimento e na época de colheita da soja.

A área plantada de grãos deve ficar entre 50,5 e 51,41 milhões de hectares com variação na produção de 157,2 a 160,5 milhões de toneladas. A região Centro-Sul responde por 88% da produção nacional.

“Por se tratar dos primeiros levantamentos da produção brasileira no ciclo 2011/2012, muitos fatores de produção podem influenciar nos números da safra”, afirma o superintendente de Informações do Agronegócio da Conab, Airton Camargo. O resultado é esperado com base na tecnologia utilizada nas principais culturas e as previsões em relação ao comportamento do clima para esta safra, alerta Camargo. A estatal trabalha com a média obtida nas últimas cinco safras, descartando os anos atípicos e agregando novas técnicas agrícolas.

Tags:
Fonte:
MAPA

0 comentário