Produtores de caqui têm dificuldades para contratar mão-de-obra

Publicado em 12/03/2013 09:50 451 exibições
Em um sítio de Guararema, região metropolitana de São Paulo, a variedade cultivada de caqui é a rama-forte. São cinco mil pés da fruta e quase todos estão bastante carregados. Com tanta fruta, trabalho não falta e o galpão funciona a todo vapor.

Para dar conta do serviço neste período que vai até junho, o produtor contratou quatro trabalhadoras temporárias, esposas dos empregados. As mulheres ganham entre R$ 1.000 e R$ 1.200 por mês.

Leia a íntegra no Globo Rural

Tags:
Fonte:
Globo Rural

0 comentário