Batata: Vender para a indústria é a saída aos produtores?

Publicado em 05/11/2018 13:37
79 exibições

Sem dúvida, vender à indústria é uma das alternativas que o produtor de batata pode buscar para enfrentar anos de baixos preços do mercado fresco, já que muitas vezes os valores são mais estáveis e pré-fixados. Vale lembrar que a crise de preços dos últimos dois anos não é novidade no mercado in natura da bataticultura – ela faz parte do ciclo de alta e de baixa desse segmento. O assunto foi abordado no Especial Batata 2018, da revista Hortifruti Brasil.

Ainda assim, a indústria não é uma alternativa para todos os perfis e regiões produtoras, tendo em vista que nem sempre o agricultor tem escala ou está no raio de atuação de uma processadora. Avaliando a rentabilidade média do segmento in natura versus indústria nos últimos dois anos, observa-se que a produção para a indústria de batata pré-frita, por exemplo, não alcança as margens de lucro que o segmento in natura pode obter, mas também não gera os prejuízos que este último enfrentou nos períodos recentes. Em 2017, os custos de produção de batata pré-frita para a indústria foram de R$ 42,52/sc de 50 kg, enquanto que os preços em contrato estiveram, em média, a R$ 50,00/sc.

Assim, no geral, a avaliação dos agricultores entrevistados que produzem tanto para o mercado in natura quanto para a indústria é positiva. Para saber mais sobre as vantagens e desvantagens de se apostar neste segmento, acesse o conteúdo completo da Hortifruti Brasil, clicando aqui.

Confira mais informações no site www.hfbrasil.org.br

Tags:
Fonte: Cepea/Hortifruti

Nenhum comentário