Batata: Mais um mês positivo para a bataticultura

Publicado em 26/02/2019 11:31
55 exibições

Apesar de fevereiro ainda não ter se encerrado, os preços parciais (1° a 25/02) da batata padrão ágata especial estão 110% superiores em 2019 frente ao mesmo período do ano passado (R$ 65,68/sc) – sendo os produtos comercializados à média de R$ 137,67/sc de 50 kg nos atacados paulistanos. No geral, o cenário se deve ao menor volume nacional de batata. Este fator, por sua vez, foi ocasionado pela queda na área plantada na safra das águas – sendo as reduções mais expressivas em Irati (PR), de 25%, no Sul de Minas Gerais, de 23%, e em Curitiba (PR), de 14,7%.

OFERTA – Em março, a colheita da segunda parte da safra deve se iniciar em Guarapuava (PR). Esta praça, vale destacar, tem registrado boa rentabilidade – e a cotação média, entre os dias 1º e 23/02, foi de R$ 109,83/sc no período, 117% maior que a do mesmo mês em 2018 (quando foi comercializada a R$ 50,68/sc). Segundo produtores locais, os tubérculos podem ter quedas de produtividade e qualidade em março, em decorrência do calor e da elevada umidade em fevereiro, pois já estão sendo observados problemas como canela preta e ataque de diabrótica.

Em Bom Jesus (RS), por sua vez, a intensificação da colheita ocorreu neste mês. Contudo, como houve excesso de chuvas durante o plantio, produtividade e qualidade foram prejudicadas – há problemas com sarna e amarelamento da pele –, mas a rentabilidade ainda é positiva para a maioria dos produtores gaúchos. A expectativa para março, portanto, é de que a oferta nacional seja menor que em fevereiro, uma vez que, devido aos bons preços, muitos produtores têm adiantado as colheitas.

Confira mais informações no site www.hfbrasil.org.br

Tags:
Fonte Cepea/Hortifruti

Nenhum comentário