Maçã: Mercado da fuji segue travado (HF Brasil)

Publicado em 12/04/2019 12:09
30 exibições

Sim, travado: assim permaneceu o mercado para a maçã fuji nesta semana (08 a 12/04). Segundo agentes consultados pelo Hortifruti/Cepea, os motivos que levaram a este cenário são múltiplos. Mas afinal, quais as principais causas que podem estar desfavorecendo as vendas da principal variedade ofertada no momento?

Para produtores e atacadistas, uma das razões tem sido a baixa demanda pela fruta nos pontos finais de venda, como o varejo, o que impede que os demais elos da cadeia de comercialização escoem as maçãs com maior agilidade. Outro motivo é a elevada concorrência com frutas da época, como caqui e poncã. Além disso, houve dificuldade no envio das frutas nos primeiros dias desta semana - principalmente para o Rio de Janeiro – já que o excesso de chuvas prejudicou o escoamento.

Neste contexto, a cotação média da fuji graúda Cat 1 ficou a média de R$ 64,50/cx de 18 kg, valor 5% inferior à semana passada na região de São Joaquim (SC). A expectativa é de que o mercado ainda demore mais tempo para se ajustar para a variedade, visto que o seu período de colheita se estende até maio e a oferta é menos controlada. A venda de frutas de “rapa de colheita” no próximo mês também pode influenciar nos negócios, já que, usualmente, possuem qualidade inferior.

Confira mais informações no site www.hfbrasil.org.br

Tags:
Fonte: Cepea/Hortifruti

Nenhum comentário