Maçã: Exportações se iniciam em menor ritmo em 2019

Publicado em 15/05/2019 10:32
32 exibições

As vendas de maçãs brasileiras para o mercado internacional registraram aumento expressivo em abril, atingindo volume de 15,4 mil toneladas, valor 56% superior ao exportado em março, de acordo com a Secretaria de Comércio Exterior (Secex). É possível que este aumento nas exportações seja decorrente das atividades de colheita mais intensas, de forma que algumas empresas optaram por exportar suas frutas ao invés de comercializá-las no mercado interno – onde ainda há muitos ofertantes.

Contudo, as vendas de maçãs brasileiras, na parcial de 2019 (janeiro a abril), foram 33% inferiores às do mesmo período do ano passado. A expectativa dos maleicultores é de que o comércio continue menor, visto que o elevado volume de maçãs estocadas na Europa tem tornado as frutas brasileiras menos competitivas.

Em relação ao volume importado, o aumento foi de 5% frente ao mês anterior e de 29% no acumulado do ano. Por fim, considerando-se a receita, enquanto a balança comercial de maçãs no mês de abril foi positiva (em US$ 6,8 milhões), permanece negativa na parcial de 2019 (em US$ 1,5 milhão).

Confira mais informações no site www.hfbrasil.org.br

Tags:
Fonte: Cepea/Hortifruti

0 comentário