Uva: Oferta segue baixa no Vale, mas qualidade anima produtores

Publicado em 17/01/2020 13:44
32 exibições

Os primeiros dias do ano foram marcados por chuvas intensas no Vale do São Francisco (PE/BA) – mas produtores não relataram grandes problemas fitossanitários ou perdas nos parreirais. Pelo contrário: estão animados com a qualidade das uvas colhidas, a qual está bastante satisfatória para o mercado.

No entanto, alguns produtores sinalizam que a região nordestina não ofertará grandes volumes  pelo menos até abril, mês em que as negociações devem se voltar ao mercado externo, visto que a janela de exportação deve se abrir em meados daquele mês. Nestes primeiros meses do ano, muitos estão focados em atingir – e até mesmo ultrapassar – o resultado de 2019, quando a balança comercial da uva ficou positiva no primeiro semestre.

Dessa forma, produtores devem tentar abastecer o comércio nacional, para que não haja tanta importação da fruta – e, além disso, explorar novos mercados externos, a fim de fugir da competição com outros grandes países exportadores de uva. Nesta semana, o preço da itália ficou em R$ 5,63/kg e o da arra 15, em R$ 8,32/kg, ambas embaladas, com quedas de 5,6% e 5,8%, respectivamente.

Tags:
Fonte: Cepea/Hortifruti

0 comentário