Mapa define critérios para inspeção de mamão destinado a exportação

Publicado em 31/05/2010 08:11 519 exibições
O Ministério da Agricultura estabeleceu critérios para inspeção em plantações de mamão destinadas a exportação para os Estados Unidos. As regras constam na Instrução Normativa nº 17 publicada na sexta-feira (28), no Diário Oficial da União (DOU). Conforme a norma, o objetivo da fiscalização é identificar e eliminar plantas infectadas pelo vírus da meleira (Papaya meleira virus) e do mosaico ou mancha anelar (Papaya rinspot virus), pragas que atingem o pomar.

De acordo com a norma, os produtores devem realizar inspeções semanais para monitorar sintomas das doenças e destruir as plantas infectadas. O cumprimento da ação deverá inspecionado, pelo menos uma vez ao ano, pelos órgãos estaduais de defesa sanitária vegetal. A legislação define ainda que os fiscais deverão recolher amostras de folhas e frutos com sintomas dos vírus da meleira ou do mosaico para diagnóstico em laboratório oficial ou credenciado.

Sintomas - O principal sintoma da meleira é o aparecimento de um líquido branco viscoso (látex) nos frutos que escorre para as extremidades das folhas mais novas que se queimam e ficam amarronzadas. Nas plantas doentes há mais três meses há também o surgimento de manchas na cor verde clara. A praga causa, em média, perdas de 20% do pomar.

O mosaico, também provocado por um vírus, reduz a produção e prejudica a qualidade do fruto. A doença se caracteriza pelo amarelecimento e enrugamento das folhas mais novas, mosaico nas folhas e paralisação do crescimento das plantas.

Produção - Conforme dados da Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical, o Brasil é o maior produtor mundial de mamão, alcançado cerca de 1,65 milhão de toneladas por ano. Os principais mercados compradores da fruta são a União Europeia seguido dos Estados Unidos.

Tags:
Fonte:
Mapa

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário