Uva terá indicação geográfica

Publicado em 21/06/2010 07:25 293 exibições
A Embrapa Uva e Vinho, de Bento Gonçalves, está iniciando pesquisas na Metade Sul do Estado com o objetivo de criar uma indicação geográfica para a vitivinicultura da região. O estudo é liderado pelo agrônomo da instituição José Fernando Protas, e fará um detalhamento dos aspectos ambientais dos municípios, como solo e clima, dentre outros. "Este trabalho irá definir as variedades de uvas cultivadas na região e os sistemas de produção que vão gerar vinhos de maior qualidade e típicos da Campanha Gaúcha", informou o técnico.

A elaboração do projeto vai envolver, além da Embrapa Uva e Vinho, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) e a Universidade de Caxias do Sul (UCS). O trabalho será financiado pela Rede de Centros de Inovação em Vitivinicultura e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), do Ministério de Ciências e Tecnologia.

A necessidade de indicação geográfica para a fruta foi apontada durante o 7 Seminário de Vitivinicultura da Metade Sul, que se encerrou ontem(20), em Bagé. O encontro reuniu mais de 300 participantes entre técnicos, estudantes, professores e produtores de 30 municípios gaúchos.

No encontro, ainda foi criada a Associação dos Produtores de Vinho da Região da Campanha, que já nasceu com a participação de 15 vinícolas instaladas. Também houve debate sobre estratégias tecnológicas para o setor na Metade Sul, com foco na sustentabilidade ambiental, social e econômica do Bioma Pampa.

Tags:
Fonte:
Correio do Povo

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário