Cerat mostra potencial da mandioca em workshop no dia 12

Publicado em 06/08/2010 17:25 642 exibições
O  Cerat (Centro de Raízes e Amidos Tropicais) realiza no dia 12 de agosto o VIII  Workshop sobre Tecnologias em Agroindústrias de Tuberosas Tropicais. Trata-se de  um evento anual realizado por esse Centro que tem como objetivo promover a  integração entre setor produtivo e universidade, de modo a alavancar ações para  melhorias de processos, transferências de tecnologias, desenvolvimento de produtos, entre outros benefícios em prol das cadeias produtivas das tuberosas  tropicais (mandioca, batata-doce, gengibre, inhame, taro, mandioquinha-salsa). O  encontro acontecerá na Fazenda Experimental Lageado, na Unesp, Campus de  Botucatu/SP, e conta com apoio promocional da ABAM (Associação Brasileira  dos Produtores de Amido de Mandioca) entre outras entidades ligadas à  mandioca.
 De  acordo com o Coordenador Executivo do Cerat, professor doutor Silvio José  Bicudo, o Workshop anual do Centro é o único em sua concepção com repercussão  nacional. Ele diz que o evento tem abordado temas de interesse dos setores  produtivo e industrial, ligados às tuberosas, com resultados que vêm  beneficiando o pequeno produtor rural, as cooperativas, empresas produtoras de equipamentos, as empresas processadoras e, também, os agentes de
capacitação.  
 Salienta  que a percepção de que os objetivos estão sendo cumpridos se dá  pelas demandas geradas no Cerat a partir de tais eventos, como solicitações de  consultas para o desenvolvimento de projetos de obtenção de etanol a partir da  mandioca e seus resíduos; melhorias da qualidade de farinhas; desenvolvimento de novos produtos a partir de tuberosas tropicais; organização de palestras, entre  outros.
 Bicudo  conta que nesta edição serão abordados temas que atendem às demandas de  conhecimento e discussão sobre a situação atual e possíveis modificações futuras  para o uso das tuberosas como matérias primas industriais. Ele diz que para que  as tuberosas se tornem matérias primas competitivas nas indústrias de alimentos são precisas ações voltadas aos avanços  tecnológicos para seu cultivo e processamento. É justamente este o foco  do workshop, que se concentrará em discussões voltadas à produção agrícola de  raízes e tubérculos no Brasil, seu processamento, e às inovações tecnológicas  disponíveis.
 Participam  como palestrantes técnicos, empresários, consultores, empresários  e pesquisadores/doutores nas áreas a  serem tratadas no evento (programação abaixo). Esperamos que este encontro seja uma importante ferramenta para o desenvolvimento do setor, e que as discussões  originadas pelos especialistas, de reconhecimento
nacional e internacional,  contribuam, de forma significativa,   para
o incremento da produção e industrialização das raízes e tubérculos  no Brasil, diz o Coordenador Executivo do Cerat.
 Além  da ABAM, apóiam a realização: a Secretaria da Agricultura do Estado de São  Paulo; Sebrae-SP; Faesp-Sindicato Rural de Botucatu; Prefeitura Municipal de  Botucatu; da Unesp, por meio de suas fundações (Fundunesp e Fundeb); da  Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA/Botucatu); da Apmesp - Associação dos  Produtores de Mandioca do Estado de São Paulo; e, a SBM (Sociedade Brasileira da  Mandioca).
Tags:
Fonte:
Cerat

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário