UE critica controle de toxinas em frutas secas brasileiras

Publicado em 09/09/2010 09:47
760 exibições
A Comissão Europeia, órgão executivo da União Europeia (UE), criticou os controles do Brasil sobre toxinas em suas frutas secas. A entidade considera que eles não garantem que as exportações ao mercado europeu cumpram os limites que exige a UE, segundo um relatório publicado ontem(8). As conclusões derivam de uma missão de especialistas do Escritório Veterinário e Alimentar (FVO, na sigla em inglês) da Comissão ao Brasil, realizada em março, para examinar a vigilância contra a contaminação de aflatoxinas - toxinas naturais que afetam amendoins, amêndoas e outros frutos secos, podendo desenvolver câncer. Para a Comissão, o Brasil deve fazer "mais esforços" na cadeia de produção alimentícia.
Tags:
Fonte: DCI

Nenhum comentário