Frutas sofreram decréscimo nos embarques internacionais

Publicado em 10/01/2011 07:50 333 exibições
As frutas também sofreram decréscimo nos embarques internacionais. De janeiro a novembro de 2010, a venda ao exterior caiu 4,58% ante igual período do ano passado, saindo de US$ 87,9 milhões para US$ 83,9 milhões.

Além do crescimento do mercado interno, uma das justificativas, de acordo com o presidente do Instituto Frutal, Euvaldo Bringel, foram problemas no plantio do abacaxi cearense, que está sofrendo com a fusariose, doença que provoca perdas sobre a produção estimadas em 30% a 40 %, podendo chegar a 80% em algumas regiões. "A empresa que produz abacaxi preferiu não plantar o fruto na área até que encontre uma variedade resistente à doença", diz.

Por conta da praga, as exportações de abacaxi caíram mais de 98,8%, saindo dos US$ 7,3 milhões vendidos externamente de janeiro a novembro de 2009 para apenas US$ 82.889.

Mamão e banana

Em 2010, foi o mamão que percebeu um forte incremento nas exportações. A comercialização para outros países passou de US$ 30.557 no ano passado para US$ 868,2 mil no acumulado de janeiro a novembro, registrando alta de 2.741,52%.

"O mamão e a banana possuem um espaço muito grande de crescimento. A banana ainda depende de negociação com outros mercados, mas o mamão está livre para se expandir", comemora o presidente do Instituto Frutal.

A banana cresceu 34,81% no acumulado deste ano. Se em 2009 foram exportados US$ 7,6 milhões, este ano já foram comercializados US$ 10,3 milhões lá fora.

Tags:
Fonte:
Diário do Nordeste

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário