Excesso de chuva prejudica as lavouras de tomate em Goiás

Publicado em 12/07/2011 09:44 487 exibições
A máquina passa e vai retirando o tomates da lavoura. É início da colheita do tomate industrial em Goiás, estado responsável por mais da metade da produção nacional: quase um milhão de toneladas.

Em uma fazenda no município de Itaberaí, região central, foram plantados 462 hectares do fruto. Esse ano, a produção total da fazenda deve chegar a 39 mil toneladas, o equivalente a 2,6 mil caminhões carregados.

O tomate que está sendo colhido ainda não está uniforme, muitos frutos ainda estão verdes. A chuva atrasou a maturação, mas a indústria não quer esperar para receber o produto.

A exigência existe porque a lavoura é plantada em parceria com a indústria. O produtor fica com toda a parte operacional e a empresa se encarrega de fornecer a semente e dar assistência técnica.

O produtor precisa entregar o tomate no prazo e fica com a vantagem no preço de venda, que é garantido. “Isso ajuda quando a gente produz pouco e facilita para a indústria quando a gente produz muito”, explica o produtor Iron de Lima.

Carlos Lelis também tem parceria com a indústria, por isso, apesar da queda na produtividade, aproximadamente 30% por causa da chuva e das pragas, estima que o tomate ainda vai dar lucro. “O rendimento vai ser de aproximadamente R$ 1300 com uma produtividade de 70 toneladas por hectare”.

Tags:
Fonte:
Globo Rural

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário