Publicidade

Coopercitrus cresce 14,8% e soma R$ 1,28 bilhão em faturamento

Publicado em 08/04/2013 17:59 516 exibições
Mesmo diante da estagnação econômica do país em 2012 que cresceu o PIB em apenas 0,9%, o setor do agronegócio se destaca como mola propulsora da economia e revela a força das cooperativas neste processo

A economia mundial passa por um período de baixo crescimento econômico, com o agravante de alguns países da União Europeia. Esta situação ocasiona a diminuição nos fluxos comerciais de bens e serviços entre os países, que produzem efeitos negativos nos níveis de investimento, renda e emprego. No Brasil em 2012, o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) foi da ordem de 0,9%, bem abaixo das estimativas. Apesar da queda na taxa SELIC (Sistema Especial de Liquidação e Custódia) que atingiu 7,25% ao ano e das desonerações tributárias que incentivaram o consumo, não houve, em contrapartida, o aumento dos investimentos, fato que inibiu um maior crescimento econômico.

No que diz respeito ao agronegócio, mais uma vez este setor da economia se destacou como mola propulsora gerando emprego, riqueza e carreando expressivo volume de divisas internacionais para o país. As cooperativas agrícolas são grandes colaboradoras neste forte cenário, já que ano a ano vêm aumentando seus quadros de produtores rurais cooperados e o fornecimento de bens e serviços. Um exemplo de cooperativa agrícola bem sucedida é a Coopercitrus Cooperativa de Produtores Rurais, com sede em Bebedouro, SP, e filiais de comercialização de insumos, máquinas, implementos agrícolas e produtos diversos para o dia a dia do produtor rural, em prósperas regiões dos Estados de São Paulo e Minas Gerais. O desempenho da cooperativa foi muito próspero, apresentando uma receita bruta da ordem de R$ 1,28 bilhão, com crescimento de 14,8% em relação ao exercício anterior.

Contemplando todas as culturas agrícolas, com destaque para a cana-de-açúcar, laranja, soja e café, a Coopercitrus busca apoiar os produtores em suas atividades econômicas para que ambos, cooperativa e cooperados, possam se desenvolver em um ambiente saudável de mútua colaboração. Ações são promovidas ao longo do ano com o propósito de propiciar boas oportunidades de negócios aos cooperados, como é o caso dos Balcões do Agronegócio e da FEACOOP (Feira de Agronegócio Coopercitrus Sicoob Credicitrus), nos quais foram concretizados negócios da ordem de R$ 322 milhões.

Pela primeira vez uma cooperativa expôs na Agrishow, a maior feira agrícola da América Latina, com um estande comercial. A Coopercitrus, com seu estande de 3,5 mil m², e com a presença de 70 marcas fornecedoras da Cooperativa, alcançou em negócios a cifra de R$ 70,9 milhões, um número bem expressivo para sua primeira participação na feira. No decorrer do ano, e principalmente nestes eventos, os cooperados contam com linhas de crédito e encargos financeiros muito favoráveis a realização de negócios, fatos que somam em uma grande prestação de serviços. A Coopercitrus conta ainda com uma grande equipe de engenheiros agrônomos que prestam assistência técnica agronômica com o intuito de que todos os cooperados tenham acesso a novos conhecimentos e ao uso de modernas tecnologias existentes, que lhes possibilitam alcançar maiores índices de produtividade e melhor rentabilidade nas suas atividades.

Tags:
Fonte:
AI Coopercitrus

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário