Crise da laranja não chega ao Paraná

Publicado em 16/06/2014 08:05 953 exibições
Modelo cooperativista ajuda o Estado a manter o mercado equilibrado

Enquanto alguns produtores de laranja do estado de São Paulo deixam as frutas apodrecerem no pé neste início de safra, já que o custo com a colheita não tem compensado os baixos preços pagos pelas indústrias de suco, os paranaenses ainda conseguem sobreviver com a atividade e obter, mesmo que pouco, um certo retorno com a comercialização da fruta.

O modelo de produção paranaense, baseado no cooperativismo, pode ser um dos fatores que mantém o mercado consolidado no Estado, segundo avalia Paulo Andrade, engenheiro agrônomo do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab). De acordo com o especialista, a facilidade de comercialização da produção, somada à compra de insumos mais baratos, eleva a competitividade do produtor paranaense.

Leia a notícia na íntegra no site da Folha Web.

Tags:
Fonte:
Folha Web

0 comentário