Citros: Com preços firmes, comercialização da tahiti é lenta

Publicado em 30/08/2019 10:10
25 exibições

Os elevados preços da lima ácida tahiti seguem dificultando as negociações no mercado de mesa paulista. Segundo agentes consultados pelo Cepea, a oferta está reduzida (devendo se elevar somente em outubro), pois os frutos nas árvores ainda não alcançaram o tamanho e estágio de maturação ideais para colheita. Com o clima mais seco, o crescimento da fruta é limitado, o que deve manter os preços da tahiti firmes em setembro. Na parcial desta semana (de segunda a quinta-feira), a média de comercialização da fruta foi de R$ 28,96/cx de 27 kg, colhida, alta de 3,4% em relação à da semana passada. Frente ao mês anterior, a média da variedade em agosto (até o dia 29), de R$ 29,98/cx, subiu 20%. No caso da laranja paulista, as negociações da pera seguem lentas, e a demanda, desaquecida. Contudo, a oferta restrita ainda sustenta os preços. Assim, a média da pera na parcial desta semana foi de R$ 18,08/cx de 40,8 kg, na árvore, estável (-0,7%) frente à anterior. 

Tags:
Fonte: Cepea

0 comentário